Alunos de Arquitetura participam de palestra sobre sistemas de geração de energia solar fotovoltaica

Melina Nunes Oliveira 

A convite da professora Karen Bortoli, os alunos do 5º período do curso de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Uniessa receberam a arquiteta e urbanista, Melina Nunes Oliveira, para, no contexto da disciplina de Conforto Térmico e Condições Energéticas, palestrar sobre o tema: sistemas de geração de energia solar fotovoltaica, suas características e aplicações.

A profissional é graduada pela UFU e pós-graduada em Arquitetura e Lighting pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), e fundadora da Elementos Empreendimentos Eficientes onde desenvolve projetos arquitetônicos, interiores e eficiência energética. É também franquiada da rede EcoPower Energia Solar de abrangência nacional.

Durante a palestra, foi conceituado o sistema de geração de energia solar através de painéis fotovoltaicos, que transformam a luz do sol em energia elétrica, sendo que seu uso tem se tornado mais acessível nos últimos anos a edificações urbanas e rurais com diversos perfis de consumo (desde os mais baixos, familiares, até aqueles mais altos, industriais). Os sistemas de geração de energia fotovoltaica chamados como on-grid são aqueles conectados ao sistema de distribuição de energia local, enquanto os sistemas off-grid são mais comumente utilizados onde não existe infraestrutura elétrica, como fazendas e áreas rurais, utilizando-se assim de baterias para suprimento energético durante a noite.

O sistema de energia solar fotovoltaica é composto por painéis solares fotovoltaicos que, podem ser instalados em coberturas ou em solo, transformam a luz do sol em energia elétrica de corrente contínua, que é captada através de fiação específica, e conduzida até os chamados inversores, onde é transformada em corrente alternada, adequada ao funcionamento de equipamentos elétricos.

Trata-se de instalação que interfere minimamente nas edificações. No entanto, conforme destacou a arquiteta, algumas características físicas da construção que receberá o sistema podem interferir positiva ou negativamente na eficiência dos painéis. É importante, por exemplo, que a edificação disponha de área de telhado suficiente, orientada para norte e sem sombreamentos – que podem ser causados por caixas d’água ou platibandas. Esses aspectos devem ser considerados, idealmente, desde as etapas iniciais de um projeto arquitetônico.

Por fim, a arquiteta reforçou as questões que devem ser consideradas em projetos para favorecer a eficiência dos painéis fotovoltaicos, bem como descreveu a linha do tempo típica do projeto de um sistema, desde o contato inicial, passando pela contratação, pelo projeto de engenharia, pela instalação do sistema e sua homologação junto à concessionária de energia local, destacando a importância da presença de profissionais especializados no acompanhamento de todo o processo.Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *